PICADINHA, SÓ SE FOR DE VACINA!

mascote_menino_menina

 

A prevenção e a vacina continuam sendo as principais ‘armas’ contra a Febre Amarela.

Mesmo sendo uma atividade corriqueira durante todo o ano, a Escola Monteiro Lobato realizou nesta semana que antecede a volta às aulas uma ação preventiva de dedetização em todas as suas dependências internas e externas, limpeza e higienização de banheiros e bebedouros, além de uma série de inspeções para detectarlocais com possíveis acúmulo de água parada e de resíduos.

Esta ação da Escola deve ser uma extensão de uma série de cuidados que os pais devem adotar em casa neste período de final de férias ou dos momentos de lazer em família durante os finais de semana.

Toda a nossa equipe de colaboradores e professores está atenta para multiplicar os conceitos da prevenção junto aos alunos e à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas dos pais em relação a estes procedimentos preventivos.

É BOM SABER QUE…

Os macaquinhos não são responsáveis pela transmissão da Febre Amarela. Eles são apenas os indicadores para que fiquemos alertas em relação à doença porque são os macacos que adoecem primeiro.

A transmissão só ocorre pela picada de mosquitos infectados pelos vírus.

É BOM SABER QUE…

Os casos recentes de Febre Amarela ocorridos no Estado de São Paulo são do tipo Silvestre.

A Febre Amarela Silvestre é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes que habitam zonas rurais e de mata fechada.

A Febre Amarela Urbana pode ocorrer se uma pessoa já infectada for picada pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungnya.

No Brasil, desde 1942, não há registro de Febre Amarela Urbana.
Antes de ir a um Posto de Vacinação, tire suas dúvidas com o pediatra de seu filho (a). Ele pode conhece como ninguém o histórico de saúde da criança.

Fonte: Ministério da Saúde.

É BOM SABER – DOSE FRACIONADA

Ela tem um quinto do volume da dose tradicional. A segurança é a mesma, mas a validade é de 8 anos, enquanto a dose completa vale para a vida toda (Até abril de 2017, o Ministério da Saúde recomendava duas doses, mas reconheceu que apenas uma dose é suficiente.

Fonte: Ministério da Saúde.

É BOM SABER – QUEM NÃO DEVE TOMAR A VACINA

Crianças com mmenos de 6 meses (de 6 a 9 meses, apenas se houver indicação médica, pacientes imunodeprimidos ou com alergia a ovo. Grávidas devem evitar, a não ser que o risco de contarir o vírus seja alto. Na dúvida sempre consulte um médio.